A oração pública no culto

Secretaria de Música e Liturgia
Tipografia

O Manual do Culto da IPI do Brasil nos apresenta uma estrutura litúrgica básica. Nela constam alguns momentos de oração. Gostaria de destacar cinco delas e seu significado para o culto cristão.

Oração de Adoração

É o reconhecimento da grandeza, majestade, amor e bondade de Deus. O Catecismo Menor nos diz que adoramos Deus “em seu ser, sabedoria, poder, santidade, justiça, bondade e verdade”. A oração de adoração marca o início do culto, é o momento que nos encontramos como comunidade diante de Deus e reconhecemos que só ele é digno de louvor, de honra e de glória, que não adoramos a nenhum outro Deus que o nosso Senhor. Há, na Bíblia, diversas expressões de adoração a Deus, como no Salmo 92.1-3

Bom é render graças ao SENHOR e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo, anunciar de manhã a tua misericórdia e, durante as noites, a tua fidelidade, com instrumentos de dez cordas, com saltério e com a solenidade da harpa.

No culto, quando se pede que alguém faça uma oração de adoração, pede-se que, em nome da comunidade, aquela pessoa exalte a grandeza de Deus, reconhecendo que a Igreja só existe para adorá-lo e confessá-lo como Senhor!

Oração de Confissão

É o reconhecimento de que, na presença de Deus, conseguimos ver o quão distante nós estamos da vontade do Pai. É quando contrastamos nossas vidas com a de Deus e percebemos que o desamor, pessoal e comunitário, nos afasta do Pai. A oração de confissão nos remete ao nosso batismo, que é a certeza do perdão e da purificação. Há, na Bíblia, diversas expressões do peso do pecado e da necessidade de confissão, como no Salmo 32.3-5:

Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei.

No culto, quando se pede que alguém faça uma oração de confissão, pede-se que, em nome da comunidade, aquela pessoa reconheça que somos falhos e que em Deus temos o perdão por meio de Cristo Jesus, afirmando que a Igreja carece do perdão e da graça do Pai!

Oração por Iluminação

É o pedido da Igreja de que o Espírito Santo abra nossos ouvidos, mente e coração para a Palavra que será lida e pregada. Segundo Manual de Culto da IPIB “esta oração caracteriza o culto reformado, expressando a convicção de que as palavras da Bíblia não têm poder por si mesmas, mas dependem do testemunho íntimo do Espírito Santo em nosso coração e mente, convencendo-nos da verdade da Palavra de Deus”. Há, na Bíblia, diversas expressões da necessidade da iluminação do Espírito Santo, como em Efésios 1.17-18

para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele, iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual é a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da sua herança nos santos

No culto, quando se pede que alguém faça uma oração por iluminação, pede-se que, em nome da comunidade, aquela pessoa peça o Espírito Santo ilumine nossas vidas e torne a Palavra impressa no papel, ou projetada na tela, em Palavra de Deus, compreensível à comunidade e viva em nós.

Oração de Consagração

É o reconhecimento da Igreja de que tudo pertence a Deus e não temos o controle nem a autoridade sobre nenhum dos recursos que administramos, pois Deus é o Senhor da Igreja. É o momento em que pedimos a Deus sabedoria para administrarmos os recursos e doações e que ele cumpra a promessa de sustento de nossas vidas e de nossa Igreja. Há, na Bíblia, diversas expressões do pedido de consagração, como em 1Reis 8.22-61, aqui expresso no verso 26

Agora também, ó Deus de Israel, cumpra-se a tua palavra que disseste a teu servo Davi, meu pai.

No culto, quando se pede que alguém faça uma oração por consagração, pede-se que a pessoa clame a Deus por sabedoria e direção, para que tudo o que foi arrecadado seja usado com sabedoria.

Oração de Intercessão

É o reconhecimento público de que não sabemos como lidar com as circunstâncias de nossas vidas, principalmente aquelas que nos tiram a paz e a esperança. É o momento que intercedemos por aqueles que se encontram aflitos e necessitados, pelos enfermos do corpo e da alma, pelos que carecem da transformação de vida que só Deus pode promover. Há, na Bíblia, diversas expressões da necessidade da intervenção de Deus para que não nos tornemos reféns de nossas circunstâncias não, como em Atos 12.5-12, aqui expresso no verso 5

Pedro, pois, estava guardado no cárcere; mas havia oração incessante a Deus por parte da igreja a favor dele.

No culto, quando se pede que alguém faça uma oração por intercessão, pede-se que a pessoa interceda junto a Deus pelas circunstâncias que os presentes na Igreja enfrentam, para que o Espírito Santo haja em cada um e que as vidas sejam transformadas para honra e glória do nosso Deus.

 

Reverendo Giovanni Campagnuci Alecrim de Araújo
Secretário de Música e Liturgia de IPIB
Pastor da IPI de Araraquara, SP
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.