Por que o culto é como é? A IPI do Brasil possuí uma diversidade litúrgica enorme. Em algumas de nossas Igrejas a palavra liturgia é abominada, em outras, é exaltada. Controvérsias à parte, precisamos compreender que a ordem do culto é moldada conforme a realidade da comunidade. Cada comunidade local cultua e expressa sua fé de acordo com sua relação com Deus, fundamentada na Palavra, na história da comunidade e na história cristã. Precisamos compreender a diferença de Culto e Liturgia e como ambos se relacionam.

Por que vamos à igreja? O que faz com que milhões de cristãos, em todo mundo, semanalmente, se dirijam à Igreja à qual pertencem para cultuar?

O culto é uma das funções da Igreja de Cristo, não a única, mas devemos compreender a razão de cultuarmos para que possamos ser fiéis à determinação de Cristo a sua Igreja. Apresento aqui três razões pelas quais cultuamos: como resposta a Deus, em obediência à ordem de Cristo e para testemunhar nossa fé.

Uma das perguntas mais recorrentes, quando se fala de nosso hinário, é quando sairá a versão revisada do mesmo. No último dia 13 de agosto assumi a Secretaria de Música e Liturgia da IPIB e fiz um levantamento a respeito do trabalho da Comissão de Revisão e também da parte de direitos autorais dos hinos, com a finalidade de informar a Igreja da situação atual e quando teremos a segunda edição do Hinário, principalmente a versão com partituras, que já há muito se encontra esgotada.

Hoje, 20 de novembro de 2015, celebra-se o Dia do Músico Evangélico na IPI do Brasil. Apresento a seguinte reflexão como forma de homenagear e incentivar todos os músicos, profissionais e amadores, de nossa IPIB.

No dia 3 de outubro esteve reunida em Sorocaba, SP, na sede da Associação Bethel, a Comissão de Revisão do Hinário Cantai Todos os Povos. Estiveram presentes: Rev. Emerson, Márcia Guedelha, Márcio Lisboa, Luís Otavio, Moacir Benvindo e Rev. Giovanni Alecrim, Secretário de Música e Liturgia. As notícias são animadoras e de fato estamos na reta final da revisão de nosso Hinário. Temos como meta publicá-lo no primeiro semestre de 2016 e estamos envidando todos os esforços para tal. Trata-se de um trabalho complexo que caminha para finalização. Continue orando pelos trabalhos finais para que Deus oriente a Comissão e a sustente em graça e bondade. Agradeço a Deus pelo talento e dedicação dos revisores. Eles têm sido bênção neste processo!

Rev. Giovanni Alecrim
Secretário de Música e Liturgia da IPI do Brasil
Pastor da IPI de Araraquaa

ipib meditacao5Jesus não se negou a conviver com as pessoas. Ele fez da comunhão com os discípulos, e com todos os que o procuravam, o meio de anunciar que Deus ama e os quer perto dele. Veja o que ele mesmo nos diz “Quem precisa de médico: quem é saudável ou quem é doente? Pensem no significado deste texto das Escrituras: ‘Procuro misericórdia, não religião’. Estou aqui para dar atenção aos de fora, não para mimar os da casa, que se acham justos” (Mateus 9.12-13).

Página 3 de 3