O Manual do Culto da IPI do Brasil nos apresenta uma estrutura litúrgica básica. Nela constam alguns momentos de oração. Gostaria de destacar cinco delas e seu significado para o culto cristão.

A Secretaria de Música em Liturgia, em parceria com a Secretaria do Portal, veiculou semanalmente um devocionário para edificação do povo Presbiteriano Independente.

Tem sido cada vez mais frequente cultos suprimirem elementos e momentos da liturgia Reformada e adaptado ao que chamam de nova realidade. Um destes momentos que tem sido suprimido é a confissão. Preocupa-me tal supressão por um simples motivo, apontado pelo Diretório de Culto da IPI do Brasil:

As definições dos conceitos litúrgicos do título podem ser caricatas, mas, em linhas gerais, temos que defini-los para que haja um norte no entendimento do que vamos expor aqui. Quero retomar o cenário descrito em “As roupas no nosso culto”, texto meu para esta coluna, publicado em maio de 2016: “Do que tenho conhecido, identifico três estilos litúrgicos que se refletem nas roupas usadas no culto. [...] No primeiro, teríamos um(a) pastor(a) usando toga com uma estola na cor litúrgica, o coral também usaria uma toga com um detalhe na cor litúrgica e os presbíteros, terno e gravata ou, em raros casos, uma toga simples. No segundo, o pastor estaria de terno e gravata, no caso de ser uma pastora, de tailleur; os presbíteros estariam de terno e gravata ou, em alguns casos, apenas de camisa e calça social; o coral, de traje social. No terceiro, o(a) pastor(a) estaria vestido(a) num estilo social-esportivo, os presbíteros e o coral da mesma forma”.

A Igreja possui um calendário próprio. Para este calendário, existem momentos e datas especiais. Algumas, são datas bíblicas, outras são datas da história da denominação ou comunidade local. É o que se chama de Ano Litúrgico, Ano Cristão ou Ano Eclesiástico. Vamos procurar compreender o porquê deste calendário e conhecê-lo melhor.

O Cantai Todos os Povos é o hinário oficial da IPI do Brasil. Estamos na reta final do processo de publicação da edição revisada e em breve o teremos em mãos para uso em nossas igrejas. Pensando nisso, listo aqui 8 razões pelas quais a sua igreja deve adotar o Cantai Todos os Povos. Não se trata de deixar de lado tudo o que se canta hoje, mas sim de acrescentar à vida da igreja a riqueza de nosso hinário.

Mais Artigos...

Página 2 de 4