Dê o seu melhor

Devocionais
Tipografia

Não sacrificarás ao Senhor, teu Deus, novilho ou ovelha em que haja imperfeição ou algum defeito grave; pois é abominação ao Senhor, teu Deus. (Deuteronômio 17.1)

 

O texto de Deuteronômio, no final do capítulo 16 e início do 17, fala sobre as leis para governar a nação de Israel. Estas leis incluíam o que se sacrificava a Deus. A lei de Deuteronômio recomenda que não seja sacrificado boi ou gado miúdo, ou seja, o de menor valor ou menor valia para seu dono. O princípio aqui é que deve ser ofertado a Deus o melhor que se tem, e não as sobras do que se tem.

A lei do Deuteronômio foi feita para corrigir um erro que ainda acontece em nossos dias: muitos entregam a Deus as sobras, e não o todo de suas vidas. Ao ofertar em dinheiro, o dízimo, pensam já terem dado o suficiente e só querem, a partir daquele momento, receber. O meu entendimento de Deuteronômio 17 para nossos dias, é que Deus nos alerta que estes, que entregam apenas o dízimo, estão entregando o boi miúdo, o mínimo, quando o que ele pede de nós é que entreguemos o nosso melhor para ele. O nosso melhor não é o dinheiro do dízimo e das ofertas, mas é nossa vida dedicada a ele. Dedique a Deus mais que seu dinheiro, dedique seu todo a Deus!

Oração: Senhor, me ensine a entregar toda minha vida em tuas mãos. Em nome de Jesus, amém.

Reverendo Giovanni Campagnuci Alecrim de Araújo
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente de Araraquara, SP
Secretário de Música e Liturgia da IPIB

_

Participe você também do Devocional 2017 da IPI do Brasil, saiba mais clicando aqui. Acesse a seção de download do site e baixe as devocionais do mês todo.