Somos pecadores

Devocionais
Tipografia

Atende, SENHOR, a minha oração,dá ouvidos às minhas súplicas. Responde-me, segundo a tua fidelidade, segundo a tua justiça. (Salmo 143.1)

Este Salmo pertence a um grupo de Salmos escritos no mesmo estilo literário, ao qual chamamos Salmo Penitencial. Trata-se de um lamento pessoal do salmista referente à uma circunstância específica. No Salmo 143 temos o pedido do salmista para que Deus o socorra em meio ao esgotamento em que vive, por conta do pecado em que vivia. Este salmo é uma das referências do Apóstolo Paulo em suas cartas aos Romanos e aos Gálatas, tudo por conta do versículo dois “Não entres em juízo com o teu servo, porque à tua vista não há justo nenhum vivente”

Você se reconhece como um pecador? Reconhecer-se como pecador é o primeiro passo para experimentar o que Deus tem reservado para aqueles que o temem. Enquanto não confessamos nossos pecados, vimos isto ao longo dos salmos penitenciais, somos corroídos por inteiro. Nossa alma e nosso corpo sofrem as consequências do pecado não confessado. Somos pecadores e devemos reconhecer todos os dias nossos erros diante de Deus. Não há um justo sequer, todos pecamos, todos carecemos da misericórdia e do amor de Deus em nossas vias.

Ao apresentar a Deus os seus pedidos de oração, lembre-se que sua misericórdia é que nos mantém próximos a ele, e reconhecendo-nos pecadores, reconhecemos que tudo o que temos e somos, provem dele, e nada somos sem ele.

Oração: Senhor, eu te louvo pelo perdão em Cristo Jesus. Em nome de Jesus, amém.

Reverendo Giovanni Campagnuci Alecrim de Araújo
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente de Araraquara, SP
Secretário de Música e Liturgia da IPIB