Gratidão diante da adversidade

Devocionais
Tipografia

Tiraram, então, a pedra. E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste. Aliás, eu sabia que sempre me ouves, mas assim falei por causa da multidão presente, para que creiam que tu me enviaste. (João 11.41-42)

Estamos diante de um cenário único. Jesus, de pé, diante do túmulo de Lázaro, acompanhado dos discípulos e cercado por judeus que vieram consolar Marta e Maria. A pedra estava removida. Jesus, então ora, louvando a Deus por ouvi-lo, e reafirmando sua ligação com o pai. Foi preciso Jesus orar em voz audível? Sim! Assim ele afirma a todos os presentes que somente ele, o filho de Deus, poderia ser capaz de vencer a morte.

Por vezes nos esquecemos disto. Jesus veio para morrer pelos nossos pecados. Costumamos falar com Deus e pedir a ele que mude nossas vidas, nossos relacionamentos, mas dificilmente louvamos e agradecemos por Jesus. Somente o filho de Deus é capaz de nos dar a vida eterna, a nossa atitude deve ser a de servir a Deus e louvá-lo a todo instante por tão maravilhosa graça.

Jesus, diante do impossível, não ficou se vangloriando, nem determinando ou se auto proclamando Filho de Deus, ele orou agradecendo, pois sabia que Deus o ouviria. Gratidão é a marca daqueles que enfrentam os impossíveis da vida ao lado de Deus. Sejamos gratos diante de nossas adversidades, certos de que Deus ouve a nossa oração.

Oração: Senhor, que em meio aos problemas da vida eu sempre me lembre de agradecer por teu amor sem limites. Em nome de Jesus, amém.

Reverendo Giovanni Campagnuci Alecrim de Araújo
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente de Araraquara, SP
Secretário de Música e Liturgia da IPIB