Sabedoria

Devocionais
Tipografia

Dá, pois, ao teu servo coração compreensivo para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; pois quem poderia julgar a este grande povo? (1 Reis 3.9)

O texto de 1Reis relata que Salomão amava ao Senhor e andava nos preceitos de seu pai Davi. Um dia, Salomão fora até Gibeão para lá oferecer sacrifícios ao Senhor. É em Gibeão que o Senhor lhe aparece em sonhos e diz a Salomão para pedir o que quisesse, pois, o Senhor lhe daria. Salomão responde com a oração que lemos, pedindo sabedoria.

Diante de uma oportunidade como a de Salomão muitos seriam tentados a pedir riquezas, poder e glória. Salomão pede sabedoria. Com a sabedoria é possível discernir o que é justo e o que é injusto, o que é ou não vontade de Deus. Rei do povo de Deus, Salomão pede corretamente por sabedoria, pois sabia bem que não seria tarefa fácil comandar o povo que pertence ao Senhor. Em resposta ao seu pedido, Deus lhe concede não só sabedoria, mas também riquezas e reconhecimento de seus feitos, tudo sob a condicional de “se andares nos meus caminhos e guardares meus estatutos”.

Quando oramos, precisamos ter em mente que a sabedoria que precisamos vem de Deus. Ele sabe o que é melhor para nós e não podemos abrir mão da sabedoria de Deus. Ela é essencial para seguirmos adiante em nossas vidas.

Oração: Deus, dá-me sabedoria e me revele como agir e como ser instrumento para a execução de teus milagres em minha vida. Em nome de Jesus, amém.

Reverendo Giovanni Campagnuci Alecrim de Araújo
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente de Araraquara, SP
Secretário de Música e Liturgia da IPIB