1ª IPI de São Paulo terá segundo Órgão de Tubos

Notícias de Igrejas e Concílios
Tipografia

Até o final de 2018 a 1ª IPI de São Paulo (Catedral Evangélica de São Paulo) terá dois órgãos de tubos em seu templo.

No dia 16 de setembro a Catedral, a USP - Universidade de São Paulo e a Fundação Mary Harriet Speers celebraram convênio para viabilização de montagem, instalação, utilização e manutenção de um Órgão de Tubos Gerhard Grenzing no templo da Catedral, situado à Rua Nestor Pestana, 152, no Centro da capital. O convênio tem por objetivo conjugar esforços dos partícipes para “apoiar, incentivar, assistir, desenvolver e promover a cultura, a educação e as artes”, tornando acessível a música desse instrumento a parcelas maiores da população. A assinatura do documento se deu após longa e cuidadosa negociação entre as três instituições, iniciada em abril de 2017.  O convênio permitirá que as três instituições partícipes trabalhem em conjunto para proporcionar cultura e educação à população paulista e até de outros Estados.

 

Por meio do convênio, o órgão disponibilizado pela Universidade será utilizado pelos alunos da ECA-USP dos cursos de graduação, pós-graduação e extensão. “Sabe-se que a arte organística é pouco difundida em nosso país; a instalação do órgão Grenzing estimulará novos talentos e contribuirá para a formação de futuras gerações de músicos-organistas”, afirma o professor José Luís de Aquino, professor do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP. Todas as atividades envolvendo o novo órgão de tubos estarão sob a coordenação do Prof. José Aquino, pela USP, e pelo organista Luiz Otávio do Carmo, pela Catedral.

A Catedral oferecerá oportunidades de os alunos tocarem nos cultos, colaborando para a formação de profissionais músicos e cumprindo sua missão de atuar criativa e solidariamente para transformação de pessoas, sociedade e cultura em nossa geração. “O órgão de tubos é um instrumento alinhado à nossa tradição litúrgica e protestante. Tanto que, em 1986, recebemos um órgão Austin, de 1911, como doação da Igreja Presbiteriana de Greenville (EUA). Este instrumento tem mais de cem anos e ainda é utilizado todos os domingos em nossos cultos”, afirma o pastor titular da Catedral Evangélica, reverendo Valdinei Ferreira.

O convênio também permitirá que a Fundação Mary Harriet Speers ofereça formação musical para crianças, adolescentes, jovens e idosos, e de projetos de cultura musical para pessoas carentes, visando à inclusão social. O Projeto Socioeducacional e Cultural Soarte, mantido pela Fundação, atende alunos de todas as idades com poucos recursos financeiros.

O Órgão Grenzing modelo GG-169 é composto de cinco corpos, 3.400 tubos aproximadamente, 11 foles, quatro teclados com 58 notas, 32 notas de pedais, painéis para registros e ligações, duas fachadas etc. O instrumento será instalado em uma das laterais da galeria do templo.

Este será o primeiro órgão de tubos da marca a ser instalado na América do Sul. Existem outros em auditórios como o Nacional de Música de Madri (Espanha) e o Nacional de Niigata (Japão), na Catedral de Madri e na Catedral de Bruxelas, em conservatórios de música em Barcelona, Madri, Salamanca, Paris, Lyon, Seul, e nas Universidades de Kobe (Japão) e Dusseldorf (Alemanha).

Fonte: site da Catedral Evangélica de São Paulo