Ano Novo, Vida com Mais Leveza

Palavra da Diretoria
Tipografia

"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é;
as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo"
(2 Coríntios 5.17).

Estamos iniciando um novo ano. O que se passou, ficou para trás, já faz parte da história. Porém, ao olharmos para o futuro precisamos refletir sobre a história que ainda iremos escrever.

Como Igreja almejamos alcançar um novo momento, não apenas com a chegada de novas pessoas, mas a partir de mudanças internas, de compromissos renovados com Deus e com a Igreja, por parte daqueles que já pertencem as nossas comunidades.

A natureza, com sua sabedoria, nos ensina que se a lagarta não passar pelo processo da metamorfose, nunca será uma nova criatura. Jamais será uma linda borboleta que, com leveza, pode voar, encantar as pessoas, além de cumprir a sua importante missão no processo de polinização e, no caso das fêmeas, também de reprodução.

Esperamos ver transformações de mentes e corações. Esperamos ver pessoas mudando suas posturas, suas opiniões, sua forma de viver a vida cristã. Precisamos ser mais borboletas que lagartas, embora ambas sejam importantes e uma não pode existir sem a outra. O “crente lagarta” vive para comer e construir seu casulo, para nele se fechar. Já o “cristão borboleta” quer voar, ser livre e, enquanto vive sua liberdade em Cristo, poliniza, põe seus ovos, gera vida e garante a preservação da espécie. Precisamos viver a graça da fé evangélica com mais leveza, porém, sem perder a consistência de nossa tradição reformada e as marcas de um verdadeiro cristão.

O Pr. Paulo Roberto Barbosa, cego, mas que continua servindo à Deus com leveza, paixão e enxergando a vida com sabedoria, diz:

A vida cristã tem que ser nova. Não pode trazer as ranhuras do passado, as beiradas quebradas do passado, os cantos sujos ou sem brilho do passado, a cor desbotada do passado, a aparência débil do passado. Nossas vidas precisam ser completamente novas. Devem ter brilho e pureza, devem ter uma aparência que agrade ao nosso Senhor. Devem agir de maneira diferente da forma antiga.

Este é um tempo oportuno para buscarmos mudanças. É tempo de mandar embora a velha natureza e trazer para perto a nova, com mais cores, beleza e a leveza de viver no Espírito Santo.

Que 2017 seja o ano da novidade de vida. De vidas já transformadas no passado, mas em plena transformação a cada dia. Vidas sendo alcançadas pela graça de Jesus e sendo mudadas em sua essência. Que a IPI do Brasil seja esse jardim regado e florido, que atrai borboletas na forma de pessoas, as quais terão oportunidade de ter o verdadeiro encontro com Cristo, este crucificado e ressurreto.

Feliz e abençoado 2017 a todos!

Rev. Agnaldo P. Gomes
Primeiro Vice-Presidente da IPI do Brasil
Pastor da 4ª IPI de Sorocaba e Presidente da AIPRAL