nota de falecimento: carlos rené padilla

IGREJA PRESBITERIANA INDEPENDENTE DO BRASIL

45.2021 - Rene Padilla

nota de falecimento: carlos rené padilla

A família evangélica latino-americana está de luto!

Nesta semana, na terça-feira, dia 27 de abril de 2021, faleceu Carlos René Padilla, conhecido pastor, teólogo e missiólogo evangélico.

Ele era equatoriano. Nasceu em Quito, Equador, no ano de 1932. Estava, portanto, com 88 anos de idade.

Sua infância transcorreu numa família protestante pobre que se mudou para Bogotá, na Colômbia, quando ele estava com dois anos. Mesmo assim, vencendo dificuldades, conseguiu seu bacharelado em filosofia e seu mestrado em teologia, entre 1953 e 1959.

Nesse último ano, tornou-se secretário itinerante da International Fellowship of Evangelical Students da América Latina, percorrendo diversos países do nosso continente.

Começou, então, a desenvolver seu pensamento na direção da formulação de uma teologia social evangélica que se tornaria conhecida como “missão integral”.

Não deixou de estudar e, em 1966, obteve seu doutorado em Novo Testamento.

No ano seguinte, 1967, passou a morar em Buenos Aires, na Argentina, onde assumiria o pastorado da Igreja Evangélica Batista de La Lucila, em Buenos Aires, no ano de 1976.

Juntamente com outros teólogos latino-americanos como Samuel Escobar e Orlando Costas fundou a Fraternidade Teológica Latino-Americana, na qual atuou como secretário geral por muitos anos.

No ano de 1974, contribuiu para a formulação do Pacto de Lausanne, ao lado de John Stott que, entre outras coisas, estabeleceu: 1) a importância da cooperação e intercâmbio de recursos das igrejas na evangelização: 2) a necessidade de coerência entre a teologia bíblica e as estratégias missionárias; 3) a inclusão de trabalho em favor do estabelecimento da justiça social na obra de evangelização.

René Padilla foi casado com Catharine Feser Padilla, falecida em 2009, com quem teve cinco filhos: Daniel, Margarita, Elisa, Sara e Ruth. Deixou filhos, netos e sua segunda esposa, Beatriz Vásquez. Deixa os filhos, vários netos e também a sua segunda esposa, Beatriz Vásquez.

Sua filha Ruth escreveu: “Acaba de partir meu amado paizão… Na tarde de hoje, 27 de abril, C. René Padilla, pai, marido, amigo, teólogo, escritor e pastor, partiu para a presença do Senhor a quem amou a vida inteira”.

Gerson Correia de Lacerda, editor de O Estandarte

CONTATO