PORTAL DA TRANSPARÊNCIA

IGREJA PRESBITERIANA INDEPENDENTE DO BRASIL

TRANSPARENCIA

ipib

Portal da Transparência da IPI do Brasil

A Assembleia Geral da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, em sua última reunião ordinária, realizada na cidade de Sorocaba, SP, nos dias 31/07 a 04/08/2019, decidiu implantar no âmbito da igreja a Secretaria de Transparência e Ouvidoria, com o propósito de facilitar o acesso aos atos administrativos e financeiros da gestão, além de permitir que membros das igrejas e concílios possam apresentar sugestões, elogios e críticas para a gestão administrativa da IPIB.

Como parte importante desse processo, a Diretoria da Assembleia Geral está lançando, o Portal de Transparência cuja finalidade primordial é tornar públicas todas as contas e demonstrações contábeis e financeiras da Tesouraria Geral da IPIB, o que permitirá o acompanhamento mais detalhado tanto da arrecadação, quanto dos gastos e repasses orçamentários para os Ministérios, Secretárias e Autarquias da Igreja, assim como do gerenciamento e utilização dos recursos financeiros provenientes das contribuições das igrejas locais.

É importante frisar que a IPIB, organização religiosa que pertence ao terceiro setor deve buscar sempre as melhores práticas de gestão, bem como as mais democráticas formas de acesso à informação, conforme exige o contemporâneo contexto de responsabilidade social integral.

Além disto, como é do conhecimento de todos e de todas, a Diretoria da Assembleia Geral tem procurado exercer uma gestão participativa, ouvindo os presbitérios e os sínodos, que representam as nossas igrejas locais. 

A implantação do Portal de Transparência é mais um instrumento que facilitará a participação de nossos concílios e até mesmo dos membros das igrejas locais na gestão da IPIB.

Buscamos inspiração nos princípios que devem nortear a administração pública, quais sejam: a moralidade, a legalidade, a impessoalidade, a eficiência e a publicidade.

Tais princípios obrigam a administração pública a dispensar o melhor cuidado possível dos recursos públicos.

Como Igreja do Senhor Jesus e como bons mordomos dos “recursos sagrados”, nossa responsabilidade é ainda maior, pois, um dia, teremos que prestar contas ao nosso Deus, Senhor e Sustentador de todas as coisas.

Pela Coroa Real do Salvador!

Rev. João Luiz Furtado

Presidente da Assembleia Geral da IPI do Brasil.

CONTATO

Scroll Up